ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESTAQUE NEWS

AUDIOVISUAL ALÉM DA TV

Se você sonha em trabalhar como ator, mas acha que as oportunidades são poucas, a gente dá a dica! Não é só em grandes produções da TV e Cinema que os atores brasileiros encontram boas oportunidades de trabalho. Com o crescimento de sites de distribuição de vídeos e serviços on demand*, como a Netflix, o Hulu e a Amazon Prime Video, por exemplo, o número de possibilidades para profissionais da área tornou-se quase infinito.

O audiovisual brasileiro tem crescido tanto que a série 3%, que começou como um projeto independente para o YouTube em 2009, tornou-se um dos títulos estrangeiros mais assistidos dos EUA. O drama de ficção científica, que mostra uma sociedade distópica e cheia de desigualdades, teve início com um piloto 26 minutos de duração e foi a primeira produção brasileira original da Netflix.

Resultado de imagem para série 3%

Já o site Gshow, da TV Globo, investe tanto em conteúdo para a web que criou uma página voltada só para esse tipo de produção. Tem conteúdo para todos os gostos: moda, música, drama, comédia. A bem humorada série A Lei de Murphy, por exemplo, fez sucesso e chegou a ter três temporadas. Os episódios são curtinhos, e o público se identifica facilmente com os personagens, que passam por diversas situações inusitadas dentro do dia a dia. A série está disponível no YouTube.

Projetos independentes também têm vez na internet, já que não há barreiras. A websérie #Brecha, que trata de temas sociais como feminismo e homofobia, foi produzida pela ONG Pensamentos Filmados. Criada por um grupo de garçons de São Paulo foi financiada a partir de “vaquinhas”, e recebeu nada menos que 8 indicações no Rio Webfest 2017. Levou dois prêmios: Melhor Roteiro e Melhor Ator.

O que você precisa saber:  não é preciso ter equipamento de ponta para investir nas próprias produções. Um celular, uma boa ideia e um roteiro bacana podem ser tudo o que você precisa para entrar no mercado audiovisual com o pé direito.

Aqui, na Escola de Atores Wolf Maya, o Mobile Festival abre espaço para grandes idéias. O evento reúne filmes de curta duração, usando apenas celulares, e produzidos pelos alunos. O objetivo do festival, que já teve duas edições, é estimular a criatividade e mostrar que é possível produzir conteúdos interessantes sem depender de muitos recursos. A votação para escolher os vencedores é feita por um jure de convidados especialistas, como o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, a diretora de casting Cecília Homem de Melo, Pedro Sciaretta da Casa Blanca Filmes, entre outros profissionais do mercado. Confira aqui o curta Ipsilon, vencedor do Mobile Festival 2017.

Seja com webséries, filmes ou videoclipes, a Internet é um universo cheio de possibilidades para quem quer ver seu trabalho ganhar espaço. Aqui, incentivamos nossos alunos a criar suas próprias oportunidades e pensar que todos os dias eles podem ter todas as chances de crescer e mostrar seu talento. Basta querer.

Faça parte do nosso time:
Inscreva-se em: https://wolfmaya.com.br/inscreva-se
Saiba mais sobre nossos cursos: https://wolfmaya.com.br/cursos/

Fotos: The Guardian, Netflix, Filme Ipsilon.

 

 

 

Share Button