ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CINEMA DESTAQUE

O BRASIL NO CINEMA E NA TV

No dia 07 de Setembro celebramos o Dia da Independência do Brasil e o cinema e a TV nacional já trouxeram algumas produções que nos ajudam a entender um pouco mais sobre a história do nosso país. Selecionamos alguns destes trabalhos que marcaram época e são mega interessantes. Se liga!

Novela das 18h da Rede Globo, dirigida por Vinícius Coimbra, com Caio Castro, Letícia Colin e Agatha Moreira dando vida à Dom Pedro I, Maria Leopoldina e Marquesa de Santos, respectivamente. A história se passa em 1817 e conta a história de amor entre a professora inglesa Anna Millman (Isabelle Drummond) e o ator luso-brasileiro Joaquim Martinho (Chay Suede), além de entrelaçar o romance com a luta do Brasil pela independência, retratando fatos da época.

Novela inspirada no livro “Joaquina, filha do Tiradentes”, de Maria José Queiroz, com direção de Vinícius Coimbra. A trama se passa no século XVIII, no período da Inconfidência Mineira, e gira em torno da vida de Joaquina – interpretada por Mel Maia na primeira fase e, posteriormente, por Andreia Horta –, filha de Tiradentes (Thiago Lacerda). Após o enforcamento de seu pai, a menina é acolhida por Raposo (Dalton Vigh), que a leva para Portugal. Com a fuga da Família Real portuguesa para o Brasil, Joaquina – que muda seu nome para Rosa – volta para a capitania de Minas Gerais junto de Raposo, onde se torna símbolo de luta contra a Coroa portuguesa.

Com direção de Dennis Carvalho e Vinícius Coimbra, a novela se passa após a abolição da escravatura e Proclamação da República no Brasil, retratando, principalmente, a luta de diversas classes sociais em um momento de diversas transformações políticas e sociais no país. A novela teve elenco formado por atores como Lázaro Ramos, Camila Pitanga, Thiago Fragoso, Marjorie Estiano (nossa aluna!), Rafael Cardoso e Caio Blat.   

Minissérie dirigida pelo nosso mestre Wolf Maya e por Alexandre Avancini, que mostra, de maneira cômica, o que se passou nos bastidores do processo de Independência do Brasil. A história começa em Portugal, contando desde o casamento de Carlota Joaquina com Dom João VI até os acontecimentos que se passam após a mudança da Família Real e da corte portuguesa para o Brasil. Nos papéis de Dom Pedro, Marquesa de Santos e Carlota Joaquina, tivemos os atores Marcos Pasquim, Luana Piovani e Betty Lago.

  • CARAMURU – A INVENÇÃO DO BRASIL (2001)

O filme é uma comédia que conta a história de Diogo Álvares, um artista português que, após uma confusão envolvendo os mapas que seriam usados na viagem de Pedro Álvares Cabral, é deportado na caravela comandada por Vasco de Athayde. A caravela acaba por naufragar, mas Diogo consegue chegar ao litoral brasileiro, que é onde conhece as irmãs índias Paraguaçu e Moema. Dessa história que surge a lenda brasileira do Caramuru, apelido dado a Diogo Álvares pelos indígenas. A produção foi dirigida por Guel Arraes e estrelada por Selton Mello, Camila Pitanga e Deborah Secco.

  • A INVENÇÃO DO BRASIL (2000)

Com três capítulos, esta microssérie teve direção de Guel Arraes e contou com atores como Selton Mello, Camila Pitanga e Deborah Secco no elenco e teve narração de Marco Nanini. Assim como o filme “Caramuru – A Invenção do Brasil”, o enredo conta a história do artista português Diogo, que, após envolver-se em uma confusão por causa de mapas que havia sido contratado para ilustrar, é deportado para o Brasil, onde conhece as índias Moema e Paraguaçu.

  • TIRADENTES (1999)

Filme dirigido por Oswaldo Caldeira, que gira em torno de fatos políticos ocorridos durante a Inconfidência Mineira. Com respaldo de pesquisas recentes, a produção mostra a condenação de Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes, à morte, além de falar sobre o envolvimento de grande parte da elite de Ouro Preto no levante, sendo que a maioria não foi sequer processada ou presa. Quem deu vida a Tiradentes foi o ator Humberto Martins.

  • CARLOTA JOAQUINA, PRINCESA DO BRASIL (1995)

Dirigido por Carla Camurati, o filme mostra diversos momentos da monarquia portuguesa, começando pelo processo que levou Dom João VI e Carlota Joaquina ao trono real português, passando pelo momento em que a Família Real e a nobreza de Portugal vieram às pressas para o Brasil, fugindo das tropas napoleônicas, até os desentendimentos entre Carlota e Dom João a partir do momento em que este deixa de ser príncipe-regente e torna-se oficialmente rei de Portugal e, posteriormente, rei do reino unido de Portugal, Brasil e Algarves. Marieta Severo e Marco Nanini deram vida à Carlota Joaquina e Dom João VI, respectivamente.

  • XICA DA SILVA (1976)

Esta produção retrata uma versão romantizada da história da escrava Chica da Silva, figura muito importante da história do Brasil. Foi estrelado por Zezé Motta e Walmor Chagas e dirigido por Carlos Diegues.

  • INDEPENDÊNCIA OU MORTE (1972)

Este filme, dirigido por Carlos Coimbra, fala exatamente da Independência do Brasil. A produção retrata todo o processo até o momento em que Dom Pedro I – interpretado pelo ator Tarcísio Meira – declarou a independência de nosso país em relação à Portugal, às margens do rio Ipiranga. E além de mostrar os fatos que nos levaram a independência, o filme também discorre sobre outros tópicos da vida de Dom Pedro, como o caso com a Marquesa de Santos – personagem da atriz Glória Menezes.

  • OS INCONFIDENTES (1972)

O filme é uma co-produção brasileira e italiana, dirigida por Joaquim Pedro de Andrade, e foi eleito pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos. Assim como o filme “Tiradentes”, esta produção também discorre sobre o processo da Inconfidência Mineira, desde o início até a expatriação dos inconfidentes e a execução de Tiradentes.

Share Button