ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESTAQUE NOVELA REDE GLOBO TV

WOLF MAYA NA TELEVISÃO BRASILEIRA

Nascido em Goiânia, Wolf Maya é Ator, Diretor, Professor e fundador da Escola de Atores Wolf Maya. Iniciou sua carreira na década de 1970, estudou interpretação em instituições como O Tablado e o Conservatório Nacional de Teatro – ambas no Rio de Janeiro – e participou de cursos nos Estados Unidos, onde se especializou em Teatro Musical. Com seus quase 50 anos de trabalho – nos quais dirigiu mais de 30 produções televisivas –, Wolf Maya é uma das principais figuras da TV brasileira. Confira abaixo alguns dos principais trabalhos do nosso mestre:

  1. SENHORA DO DESTINO

Uma das maiores produções da teledramaturgia brasileira foi dirigida pelo nosso mestre! “Senhora do Destino” foi escrita por Aguinaldo Silva e exibida em 2004, no horário das 21h00 da Rede Globo. Mais uma vez, Wolf Maya atua não apenas como diretor, mas também integra o elenco da trama. A novela teve duas fases e girava em torno da vida de Maria do Carmo, uma nordestina que, ao ser abandonada pelo marido, vem com seus cinco filhos em busca de oportunidades no Rio de Janeiro. Ao chegar ao Rio, Maria tem que lidar com o sumiço de sua filha mais nova, Lindalva, que foi seqüestrada por Nazaré Esteves Tedesco. Na segunda fase da novela, Maria do Carmo já aparece como uma mulher bem sucedida e mãe dedicada. Apesar do tempo que se passou, ela não desistiu de encontrar a filha perdida e está disposta a buscá-la.

  1. SALSA E MERENGUE

Escrita por Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa, esta produção contou com a direção geral e núcleo de Wolf Maya e foi ao ar no ano de 1996 pela Rede Globo, no horário das 19h00. A novela conta a história de amor entre Eugênio e Madalena, que tem que resistir a muitas adversidades, começando pela descoberta de uma grave doença de Eugênio, que só poderá ser curada por meio de um transplante de medula.

  1. CARA & COROA

Nesta novela, Wolf Maya não apenas ocupou o lugar de diretor geral, como também atuou, dando vida ao personagem Cícero Pinheiro Brandão. Transmitida em 1995, “Cara & Coroa” foi escrita por Antônio Calmon. A trama retratou a vida de Fernanda e Vivi, duas mulheres que levam vidas completamente opostas e são presas por crimes que não cometeram. Ao se encontrarem na prisão, notam a grande semelhança física que existe entre elas. Após Fernanda sofrer um derrame, Vivi é obrigada a ocupar o lugar da colega.

  1. A VIAGEM

Exibida em 1994 pela Rede Globo no horário das 19h00. Assim como “Mulheres de Areia”, “A Viagem” foi mais uma parceria entre a autora Ivani Ribeiro e o mestre Wolf Maya, que assumiu a direção do projeto. Esta produção também foi um remake: a primeira versão de “A Viagem”, escrita por Ivani, foi produzida e transmitida pela Rede Tupi em 1975. A novela foi baseada em ensinamentos da Doutrina Espírita e mostra a vida e os conflitos da família Toledo, falando, principalmente, da relação entre vida terrena e vida após a morte.

  1. MULHERES DE AREIA

A novela foi transmitida pela Rede Globo, em 1993. Foi escrita por Ivani Ribeiro e dirigida e produzida por Wolf Maya. Esta produção foi um remake de duas tramas da autora: “Mulheres de Areia”, que foi ao ar em 1973 pela TV Tupi, e “O Espantalho”, transmitida em 1977 na Record. A novela se passa em Ponta D’Areia, cidade fictícia do litoral do Rio de Janeiro, onde vivem as irmãs Ruth e Raquel – ambas interpretadas pela atriz Glória Pires. Apesar de gêmeas, as duas possuem personalidades muito diferentes, o que resulta numa grande rivalidade.

  1. BARRIGA DE ALUGUEL

Produzida no ano de 1990, “Barriga de Aluguel” foi exibida pela Rede Globo, no horário das 18h00, escrita por Glória Perez e com direção de Wolf Maya, Ignácio Coqueiro e Sílvio de Francisco. A novela trouxe para a telinha um tema polêmico ao retratar a história de Clara, uma jovem pobre do subúrbio do Rio de Janeiro, que aceita “emprestar” seu útero para gerar o bebê de Ana e Zeca, um casal que não consegue ter filhos.

  1. TI-TI-TI

Escrita por Cassiano Gabus Mendes e dirigida por Wolf Maya e Fred Confalonieri, a novela foi ao ar em 1985 pela Rede Globo e tinha os atores Luiz Gustavo e Reginaldo Faria nos papéis dos protagonistas. A trama contava a história de Ariclenes Almeida e André Spina, que eram inimigos desde a infância. A rivalidade dos dois só aumenta após Ariclenes ingressar no mesmo ramo profissional de André: a moda.

Share Button