ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTISTAS CINEMA NEWS

ATORES DE SUCESSO INTERNACIONAL QUE FALAM PORTUGUÊS

Mediante a globalização das produções no audiovisual, é possível um ator/atriz iniciar a sua carreira em seu país de origem e, após certa maturidade na profissão ou a participação em um papel de destaque logo em seu início de carreira, o ator adquiri espaço em produções internacionais. Hoje selecionamos nesse artigo os atores que fazem sucesso internacional e que falam a nossa língua, o português. Inspire-se nesses grandes nomes: 

 

Kaya Scodelario 

Nascida em Londres, na Inglaterra, Kaya Scodelario é filha de um britânico e uma brasileira. Após a separação de seus pais, Kaya foi criada pela mãe no Brasil, na cidade de Itú no interior de São Paulo e tornou-se fluente em português. Com 14 anos foi escalada para a primeira temporada da série de drama adolescente “Skins”, interpretando a personagem secundária Effy Stonem. Na trama, Effy é uma jovem adolescente que possui uma personalidade misteriosa, fala pouco e expressa todas as suas emoções através de seu olhar penetrante.

Effy Stonem Gif Find Share On Giphy Kaya Scodelario GIF Tumblr - LowGif

Kaya Scodelario durante cena da terceira temporada de “Skins”.

Durante a primeira e segunda temporada da série – chamada de primeira geração – Kaya participou de dois episódios como personagem principal, embora não fosse protagonista inicialmente. Sua atuação chamou tanta atenção que em 2009 a atriz foi escalada como uma das protagonistas da segunda geração – terceira e quarta temporada – e ainda participou da 7ª e última temporada da série. No Brasil, “Skins” foi exibida pela Rede Record.

Depois do sucesso em “Skins”, Kaya participou dos filmes “Lunar” (2009) e “Shank” (2010). Ainda em 2010, fez uma pequena aparição no filme “Fúria de Titãs”. Em 2011 interpretou a protagonista Catherine Earnshaw no remake do clássico “Morro dos Ventos Uivantes”. Em 2014 foi escalada para o papel de Teresa Agnes na série de filmes Maze Runner: “Maze Runner: Correr ou Morrer” (2014), “Maze Runner: Prova de Fogo” (2015) e Maze Runner: A Cura Mortal”. Em 2017, interpretou a astrônoma Carina Smyth no filme “Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar”

 

Joaquim de Almeida 

Joaquim de Almeida nasceu em Lisboa, e é descendente de uma família da alta burguesia, ligada ao ramo farmacêutico. Aos 17 anos Joaquim deixou Portugal para continuar os seus estudos na Áustria e em 1977, concorreu a uma vaga no prestigiado Lee Strasberg Theatre and Film Institute em Nova York, onde foi admitido. A escola formou atores como Robert De Niro e Al Pacino. Iniciou sua carreira no filme “The Soldier” em 1982 e nos anos seguintes participou das produções “The Honorary” e “Good Morning, Babylon”  que abriu o Festival de Cannes de 1987.

Joaquim de Almeida como Cardinal Duretti em cena da série “Warrior Nun”.

Fluente em seis línguas, continuou a sua carreira atuando em diversos países e contracenou com grandes nomes do cinema como Harrison Ford, Willem Dafoe, Marisa Tomei, Robert Downey Jr., Antonio Banderas, Salma Hayek, entre outros. Em 2008 deu vida ao Presidente René Barrientos em “Che – Guerrilha”, de Steven Soderbergh, no qual contracenou com Benicio del Toro. Em 2011 participou de “Velozes & Furiosos 5 – Operação Rio”, filmado no Brasil, no papel de Hernan Reyes.

Trabalhou também na televisão na série “Miami Vice” em 1985, no papel de Roberto ‘Nico’ Arroyo. Posteriormente participou de “CSI: Miami” (2007), “O Mentalista” (2012), “Missing” (2012), “Revenge” (2012), “Bones” (2013) e “Once Upon a Time”(2013). Joaquim é muito solicitado para a dublagem devido à sua voz inconfundível, interpretou o vilão Bane no desenho animado “Batman”, em 2004, no jogo de videogame “Saints Row” e no filme “The Chronicles of Riddick: Escape from Butcher Bay”. Em 2013 participou do longa-metragem para televisão “Vermelho Brasil”, uma parceria entre as emissoras France 2, Rede Globo e RTP (emissora de canal aberto de Portugal). Atualmente participa da série “Warrior Nun” disponível no Netflix.

 

Alice Braga 

Alice Braga nasceu em uma família inteirada na comunicação: seu pai é jornalista e sua irmã, é produtora de cinema. Sua mãe, Ana Braga, e sua tia, Sônia Braga, são atrizes, e Alice quase sempre ia com elas aos sets de filmagens. A atriz é fluente em português, espanhol e inglês. Começou sua carreira em peças de teatros e comerciais, já adolescente começou a buscar papéis em televisão e filmes. Em 1998, Braga estreou no curta-metragem “Trampolim”. Em 2002 viveu Angélica no filme “Cidade de Deus”, e por sua atuação foi indicada ao Grande Prêmio Cinema Brasil na categoria “Melhor Atriz Coadjuvante”.

Queen Of The South GIF - QueenOfTheSouth - Discover & Share GIFs

Alice Braga durante cena da série “Queen of the South”.

Em 2005 atuou no filme “Cidade Baixa”, de Sérgio Machado, no qual recebeu diversos prêmios do cinema brasileiro na categoria “Melhor Atriz”. Fez sua estreia em filmes internacionais em 2006 ao lado de Brendan Fraser, Mos Def e Caralina Sandino Mereno em “Journey To The End Of The Night”. Em 2007, Alice foi escalada ao lado de Will Smith no filme “Eu Sou a Lenda” e em 2009 atuou ao lado de Harrison Ford no drama “Território Restrito”. Participou ainda dos filmes “Redbelt”, “Repo Men” e “Predadores”, todos produções americanas. Em 2011, atuou no filme de terror “O Ritual”, interpretando Angelina Vargas, ao lado de Anthony Hopkins. Também participou do filme “On the Road”, de Walter Salles.

Em 2013, participou do filme “Elysium” e foi protagonista do filme “Latitudes” atuando com Daniel de Oliveira. Em 2017, atuou como Sophia no drama “A Cabana” e no ano seguinte, estreou a série de televisão “Queen of the South” para o canal USA Network.  No dia 25 de junho de 2018, foi convidada para integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e em julho do mesmo ano começou a gravar o filme “Eduardo e Mônica” ao lado de Gabriel Leone. Em 2020 estrelou no papel de Cecília Reyes no filme de super-heróis “Os Novos Mutantes” e em 2021, viverá Solsoria em “O Esquadrão Suicida”.

 

Alfred Enoch 

Nascido em Westminster, Londres, Alfred Enoch é filho do ator britânico William Russell e da médica Dra. Etheline Margareth Lewis Enoch, uma brasileira de origem afro-caribenha. Enoch frequentou a Westminster School, uma escola pública em Londres e no ano de 2001, ele passou a integrar o elenco de “Harry Potter e a Pedra Filosofal” no papel de Dean Thomas. Ele aparece em 7 dos 8 filmes de Harry Potter, sendo “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1” o único que Dean Thomas não aparece. Alfred morou em Salvador – Bahia -, é fluente em português, e possui licenciatura em Português e Espanhol pela Universidade de Oxford.

Alfred Enoch durante cena de “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban” 

Depois de iniciar a carreira na saga de enorme sucesso, o ator sentiu-se muito atraído pelos palcos, e atuou em diversas peças de sucesso em Londres, incluindo “Coriolano” e “Timon de Atenas”, de William Shakespeare, “Antígona” de Sófocles, e “The Ballard of Salomon Pavey” de Jeremy James Taylor e David Drew-Smythe. No audiovisual, Alfred atuou nas séries “Bainbridge” em 2013 e no ano seguinte participou de um episódio da série de drama policial “Sherlock”.

Ainda em 2014, Enoch entrou para o elenco regular da série “How to Get Away with Murder” da emissora ABC – que está disponível no Netflix – no qual interpreta o personagem Wes Gibbins. Em 2019, Alfred foi convidado pelo diretor e ator brasileiro Lázaro Ramos para protagonizar o longa-metragem “Medida Provisória” no Brasil. O longa é uma adaptação da peça para teatro “Namíbia, Não!” do dramaturgo Aldri Anunciação, vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura em 2013.

 

Sônia Braga 

Nascida em Maringá, aos 8 anos Sônia Braga veio para São Paulo, onde aos 14 anos começou no teatro e logo entrou para um grupo teatral que se apresentava na região do ABC Paulista. Aos 18 anos, participou da montagem brasileira de “Hair”, sua primeira grande peça de destaque. Em 1968, Sônia participou do filme “O Bandido da Luz Vermelha”, e nos anos seguintes esteve nos longas “A Moreninha” e “Cléo e Daniel”. Nos anos 70 participou das novelas “Irmãos Coragem”, “Selva de Pedra” e “Fogo Sobre a Terra”, todas de Janete Clair, na Rede Globo. A carreira de Sônia Braga ganhou novas conotações em 1975 ao protagonizar a telenovela “Gabriela”.

Sonia Braga em cena do filme “Aquarius”.

Logo após o sucesso em “Gabriela”, Sônia estrelou “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, uma das maiores bilheterias do cinema brasileiro de todos os tempos. Em 1985 seu reconhecimento como uma grande atriz internacional veio através do filme “O Beijo da Mulher Aranha”, de Hector Babenco, onde a atriz contracena com William Hurt, que venceu o Oscar na categoria “Melhor Ator”. O filme lhe rendeu a primeira indicação ao Globo de Ouro na categoria “Melhor Atriz”. As outras indicações na mesma premiação aconteceram em 1988 pelo filme “Moon Over Parador” e em 1995 pelo filme “The Burning Season”, que também lhe rendeu indicação ao Emmy na mesma categoria.

Em 1996 retornou ao cinema brasileiro com “Tieta do Agreste”, outro sucesso de bilheteria. Em 2001, Braga participou de “Angel Eyes”, ao lado de Jennifer Lopez. Nos anos 2000, Sônia participou em vários programas e séries estadunidenses como: “Sex and the City”, “Law & Order”, “Ghost Whisperer”, “CSI: Miami” e “American Family”.  Em 2016, ela estrelou o filme brasileiro “Aquarius” de Kleber Mendonça Filho, conquistando diversos prêmios no mundo inteiro. Em 2017 contracenou com Julia Roberts em “Extraordinário”. Sua outra colaboração com o diretor Kleber Mendonça Filho aconteceu em “Bacurau”, vencedor do prêmio do Júri do Festival de Cannes de 2019.

 

UE

Rodrigo Santoro

Nascido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, Rodrigo Santoro foi estudante de jornalismo enquanto cursava a Oficina de Atores da Rede Globo, quando conseguiu seu primeiro papel na novela “Olho no Olho” de 1993. Em 1995, ganhou seu primeiro grande papel na televisão, interpretando Serginho, na novela “Explode Coração”. Em 1998 interpretou um frei que se apaixona por uma prostituta na minissérie “Hilda Furacão”, dirigida pelo nosso anfitrião Wolf Maya. Participou ainda das novelas “Suave Veneno”, “Estrela-Guia” e “Mulheres Apaixonadas”, além de seriados como “Os Normais”, “Sai de Baixo” e “As Brasileiras”, todos produções da Rede Globo.

Rodrigo Santoro em cena como Hector Escaton na série “Westworld”.

Em 2001 estreia o filme “Abril Despedaçado”, de Walter Salles, indicado ao Globo de Ouro em 2002. Depois, interpretou a travesti Lady Di, do filme “Carandiru”, de Hector Babenco. Ambos os papeis nesses filmes projetaram sua carreira internacionalmente. Em 2005, atuou ao lado de Nicole Kidman em um comercial para um perfume da marca Chanel. Em 2006 interpretou Paulo na terceira temporada da série “Lost”. No ano seguinte Santoro apareceu como vilão no filme “300”, do diretor Zack Snyder. Por sua atuação, foi indicado, ao lado de Jack Nicholson e Meryl Streep, ao Prêmio MTV Movie na categoria “Melhor Vilão”. Em 2008 atuou no longa argentino “Che”, interpretando Raul Castro.

Com uma carreira já estável fora do Brasil, Rodrigo afirmou que não pretendia abandonar o cinema e a televisão brasileiros, atuando nos filmes: “Os Desafinados”, “Meu País”, “Heleno” e “Turma da Mônica: Laços”. Atuou no remake do filme “Ben-Hur” no papel de Jesus em 2016 e no mesmo ano passou a integrar o elenco da série “Westworld”, no papel de Hector Escaton. Como dublador, participou das produções “O Pequeno Stuart Little Stuart Little”, “O Pequeno Stuart Little 2”, “Rio”, “Rio 2” e “Klaus”.

 

Wagner Moura 

Nascido em Salvador, Wagner Moura foi criado no interior da Bahia. Iniciou no teatro em 1996 e decidiu investir na carreira de ator quando seguiu com a peça “A Máquina” para o Rio de Janeiro, junto com seus amigos Lázaro Ramos e Vladimir Brichta. No cinema, começou com os curtas “Pop Killer” e “Rádio Gogó”. Seu primeiro longa foi “Sabor da Paixão” da diretora Fina Torres, no qual fazia uma pequena participação. Com a abertura do cinema brasileiro nos anos 2000, Wagner Moura participou dos filmes “Abril Despedaçado”, “As Três Marias”, “Deus é Brasileiro”, “Nina”, “O Homem do Ano”, entre outros.

Wagner Moura como Pablo Escobar na série “Narcos”. 

O seu primeiro papel de destaque foi interpretando o presidiário, traficante e viciado em drogas Zico no filme “Carandiru”. Logo depois partiu para a televisão no seriado “Carga Pesada”, a convite de Antônio Fagundes. Estreou em novelas no horário das sete com “A Lua me Disse” de Miguel Falabella e em seguida esteve na minissérie “JK”. Seu primeiro papel de destaque veio como o vilão Olavo Novaes em “Paraíso Tropical”, logo em seguida estreou um dos maiores filmes de sua carreira: “Tropa de Elite”, no qual interpretou o personagem Capitão Nascimento. “Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro” estreou em 2010, e fez tanto sucesso quanto o primeiro.

O filme “Elysium” marcou sua estreia em Hollywood ao lado de Matt Damon, Jodie Foster e Alice Braga. O filme de ficção científica foi orçado em US$ 115 milhões. Na pele de Spider, ele dá uma missão a um antigo colega, Max, que para tentar se curar de um acidente de trabalho, acaba aceitando e entra em uma batalha para mudar o destino da humanidade. Em agosto de 2017 estreou a série “Narcos” pela Netflix, na qual interpreta o traficante de drogas colombiano Pablo Escobar. A sua atuação na série foi aclamada pela crítica, o que lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro 2016, na categoria “Melhor Ator em Série Dramática”.

 

Daniela Melchior 

Daniela Melchior nasceu em Portugal em 1 de novembro de 1996. Começou sua carreira na televisão portuguesa em 2014, interpretando Viviana Gomes na novela “Mulheres” da emissora TVI, quando ainda era estudante de teatro. Em 2016, interpretou Carminho Santiago na série televisiva “Massa Fresca”. No ano seguinte participou de mais duas produções da TVI:  “Ouro Verde” e “A Herdeira”.

Daniela Melchior durante cena da novela “Ouro Verde”. 

2018 foi o ano de virada na carreira de Daniela: ela faz a sua estreia no cinema, em uma pequena aparição no longa “O Caderno Negro”. No mesmo ano estreia a novela “Valor da Vida” no papel de Isabel Vasconcellos, uma das personagens principais da trama. Ainda em 2018, Daniela estreia a comédia “Parque Meyer” como a protagonista Deolinda. A trama gira em torno de um teatro do Parque Mayer, em Lisboa, no ano de 1933, ano da aprovação da Constituição do Estado Novo, limitando assim a liberdade de expressão apreciada por todos os que passavam pelo parque.

Ainda em 2018 adentra o universo dos quadrinhos como dubladora da personagem Gwen Stacy no filme de animação “Homem-Aranha: No Universo Aranha”. Após esse trabalho na Marvel, Daniela foi chamada para integrar o filme “Esquadrão Suicida”, interpretando a personagem Caça Ratos, uma guerreira latina, idealista e inocente. No elenco ainda encontramos grandes nomes como Viola Davis e Margot Robbie.

 

Diogo Morgado

Nascido em Lisboa, Diogo Morgado deu seus primeiros passos na carreira de ator, integrando o elenco de telenovelas portuguesas e séries como “Terra Mãe” (1998), “Diário de Maria” (1998), “A Lenda da Garça” (2000) e “A Febre do Ouro Negro” (2000). Ainda em 2000, interpretou Miguel no filme “Amo-te Teresa”, que foi o seu primeiro grande papel de destaque. Em 2006 participou na novela “Floribella”, da rede SIC, dando vida ao personagem Fernando. Em 2007, foi um dos papéis principais na novela portuguesa “Vingança”. Em 2009 protagonizou a minissérie “A Vida Privada de Salazar” e participou das novelas “Laços de Sangue” e “Lua Vermelha”.

#diogo morgado from milkywayrollercoaster

Diogo Morgado durante cena do filme “O Filho de Deus”.

Fora de Portugal, teve a sua estreia na telenovela brasileira “Revelação” (2008), do SBT, e participou (juntamente com Rui Unas) no filme de humor espanhol “Mapa” (2009). Em Hollywood fez a sua estreia no filme “Red Butterfly”, interpretando Antonio Vega Jr. Gravou também a minissérie norte-americana de enorme êxito, “A Bíblia”, do History Channel. Na trama Diogo interpretou Jesus Cristo, um trabalho que lhe valeu vários elogios, incluindo a sua presença como convidado no programa da Oprah Winfrey. Em 2014, foi lançado o filme “O Filho de Deus”, uma adaptação de “A Bíblia” que Morgado também protagonizou.

Em 2013, fez uma participação em um episódio da série “Revenge”, interpretando Jorge Velez. Também fez a voz de Dick Darwing na dublagem portuguesa de “Os Substitutos”, série de animação do Disney Channel. Em 2015, estreou a série “The Messengers”, do canal americano The CW no qual fez o papel de The Man. Ainda em 2015 estrelou a série “CSI: Cyber” no papel de Miguel Vega. Em 2017, volta às telenovelas portuguesas, como o protagonista em “Ouro Verde” da TVI. No ano seguinte, participou da novela “A Teia”, da mesma emissora.

 

SONHA SER UM ATOR DE SUCESSO INTERNACIONAL? TORNE-SE UM ARTÍSTA COMPLETO CONOSCO, CONHEÇA O CURSO PROFISSIONALIZANTE DE ATORES. 

Share Button